FERNANDO MIGUEL SANTOS

Arquivos

Tenho vindo a assistir a uma nova noção que se criou nas redes sociais. Além da desvalorização da vida humana através da estatística, muitas vozes (e artigos) se levantam contra o confinamento. Muitos profissionais de saúde partilham dessa opinião, infundada como já demonstrei em vários textos e vários vídeos. Nenhum desses profissionais de saúde que vi defenderem a economia antes da vida são profissionais de Cuidados Intensivos. Muito provavelmente, não viram directamente… Ler Mais

Passam Montanhas Fluidificam-se dois corpos na noite escura Sem que nenhum saiba o que procura Revestem-se da nudez envergonhada E ambos não sabem de nada Dão passos largos para grandes rebeliões Transformam-se em corajosas decisões Queimam-se no frio que desconhecem Mas o calor de cada noite não esquecem Seguram-se ao que lhes é mais sagrado Mas não há santo nem altar a ser lembrado Querem apenas vigorar vencendo a dor Sabendo que… Ler Mais

Poesia-Armadura A poesia Mais do que conversa de sala É colete à prova de bala A poesia Mais do que mera miragem É da palavra blindagem A poesia Mais do que uma ameaça É do peito a melhor couraça A poesia Mais do que insurgência É o elmo da inteligência A poesia Mais do que casa segura É do corpo justa armadura A poesia Seja acre, suja ou terna É eterna Fernando… Ler Mais

Pedestais Somos todos vulneráveis Às declarações amáveis Que oferecem altitude Nuvens nos pés Visão sem viés Túnel que nos ilude Ícaro também lá chegou E só depois se provou Que tinha a culpa toda Cobertura de inocência Manto de inconsciência Ou simples efeito de moda Mas somos roupa estendida Engelhada ou esquecida À espera de mais um uso Repousamos nas nossas gavetas Mamamos nas mesmas tetas Desejos em fluxo profuso Já me… Ler Mais

Na sequência do flagelo da Notre Dame de Paris, a memória também se dirige para Victor Hugo, o escritor que imortalizou a história de Quasimodo. A Carta a Victor Hugo está publicada no blog Pista de Aterragem.   Fernando Miguel Santos escreve regularmente nos blogs Fiel Depositário e Pista de Aterragem.

No novo post do Pista de Aterragem podem encontrar O bem que a D.Alzira me faz, por Maria João Marques.   Este texto e muitos outros de Fernando Miguel Santos e dos seus convidades estão disponíveis nos blogs Fiel Depositário e Pista de Aterragem.

Decidi escrever um novo conto de Natal. Comecei por libertar aquelas amarras com que, por vezes, tentamos recriar o realismo. Baptizei as personagens com os primeiros nomes que me surgiram e alguns são bem estranhos. Fledik, Yordik, Taldik e Uldrik. Quatro duendes, ajudantes do Pai Natal, que compõem o coro mais bonito que possam imaginar. Neste conto, cantam para Guilherme, o menino que é a estrela da história. A capa, muito mais… Ler Mais

Uma viagem nunca é apenas literal. Há uma viagem interior que acompanha todas as viagens que fazemos. No novo guest post A Viagem ao Centro do Eu a Alexandra Ferreira fala-nos sobre isso. Leia os mais recentes textos de Fernando Miguel Santos (e de alguns convidados) nos blogs Fiel Depositário e Pista de Aterragem.

Gustavo Carona é médico e escritor. Em breve partirá para a sua décima missão humanitária. Gustavo Carona: Histórias de Pró-Actividade Alheia fala mais um pouco sobre ele.   Leia os textos mais recentes de Fernando Miguel Santos nos blogs Fiel Depositário e Pista de Aterragem.

O nascimento de um talento é algo comemorável. O artigo Paco e Amplifica-Dor: Histórias de Pró-Actividade Alheia dá a conhecer dois novos talentos da música nacional.   Leia os textos mais recentes do escritor Fernando Miguel Santos nos blogs Fiel Depositário e Pista de Aterragem.